sábado, 26 de setembro de 2009

À Dona Ana (do reino tão, tão distante da Patolândia)

E gosto de conversar com você. Gosto das nossas bobeiras mútuas. Das nossas risadas virtuais. Gosto quando tu me conta sobre o sotaque nordestino e me explica as coisas. E das músicas que você sempre me envia (minha consultora musical oficial *-*). É bom compartilhar o ócio da madrugada com você. Quando falamos em filmes e literatura. E quando dividimos angústias cotidianas. É isso: Eu gosto. Gosto da nossa amizade que cresce com o passar dos dias. E é uma amizade boa, que eu quero preservar, deixar crescer ainda mais. Fica bem aí, dou meu jeitinho pra ficar bem do lado de cá.


"E tem o seguinte, meus senhores: não vamos enlouquecer, nem nos matar, nem desistir. Pelo contrario: vamos ficar ótimos e incomodar bastante ainda. " Caio, sempre.
(afinal, foi ele quem nos apresentou)

Um beijo.


Suh.

6 comentários:

  1. Eu encontrei na Dona Suh uma verdadeira amizade! Sei que posso afirmar isso com convicção! "Gosto de tu não,so a mulesta!" HAHAHA! (:

    beijos! ;*

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso Caio...lindo o post!!!!

    ResponderExcluir
  3. -
    aaahhh, eu tenho uma amiga assim também. E a gente acha até que ja foi irmã em outra vida de tão igual que a gente é.
    Dias maravilhosos e que essa amizade se fortaleça cada vez mais.


    bjocas

    .

    ResponderExcluir
  4. Viva essa amizade!Que ela fique cada vez melhor!
    bjoo =)

    ResponderExcluir
  5. Sábio foi quem disse que a gente não fazia amigos e sim os reconhecia!
    Beijos, Suuuh
    Lindo texto!!

    ResponderExcluir