quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Para Lídia,


'Então eu virei pra ela e falei assim: ah, nada, boba,
também é assim, se der, bem,
se não der, amém, toca pra frente.'
.
[Adélia Prado]
.
Ela é uma menina com uma flor - diria Vinicius. Mas eu digo mais. Digo, então, que ela é uma menina com uma flor e seus encantos. Tipo bruxa que faz magia pro bem. E ela é assim, mesmo fragmentada depois da luta, ela parece todainteira. Porque leva no bolso aquele monte de girassóis que eu lhe enviei por meio do vento. E nos lábios carrega, ainda, aquela prece poderosíssima: 'Andarei vestida e armada com as armas de São Jorge. Para que meus inimigos tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me exerguem e nem em pensamento eles possam me fazer mal.' E, assim, ninguém a alcança. Vai ver porque ela não é mesmo daqui. Veio de qualquer outro mundo distante, onde o coração pesa mais na balança. De um lugar onde se trocam carinhos na alma.
.
Sê forte!
.
Te abraço com carinho!
.
[Cris, a que sonha]
.

7 comentários:

  1. 'Veio de qualquer outro mundo diferente, onde o coração pesa mais na balança. De um lugar onde se trocam carinhos na alma.'

    Liiiiindo!

    Beijos lindona!

    ResponderExcluir
  2. Vc sempre escrevendo lindamente.
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Nossa que post intenso. Adorei, simples mas faz com que o leitor ENTENDA o que tu estás à sentir

    ResponderExcluir
  4. Que lindo. Adorei ver 'que seja doce' por aqui também. No meu lado de dentro tá cheio de Caio. :)

    ResponderExcluir
  5. 'De um lugar onde se trocam carinhos na alma.'
    que liiiiindo *-*

    :*

    ResponderExcluir